Mais de 108 anos sem o Lendário Titanic

14 de abril de 2020

Na noite de catorze de abril de 1912, o Titanic estava em seu quarto dia de viagem. Era um domingo, calmo, lindo, tudo indicava que seria mais um dia como os outros da viagem, grande engano ! Os passageiros e tripulantes não poderiam imaginar a surpresa desagradável que aquele dia reservava, afinal, o Titanic era o navio mais “seguro do mundo”. Com base nisso, os oficiais desprezaram os avisos de gelo. Achavam que se tivesse alguma coisa pelo caminho viriam a tempo e ao invés de usar os canais de rádio para ter mais informações, os usavam para enviar mensagens dos passageiros para suas famílias.

Esse foi o erro fatal do inafundável Titanic. Naquele dia, seis mensagens foram enviadas com avisos de gelo, comum naquela época do ano. Mesmo com todos esses avisos, o Titanic, em um ato imprudente, não reduziu sua velocidade. Queria chegar um dia antes em Nova Iorque, para surpreender todos, mostrar que o Titanic não era só luxo, mas tbm velocidade. Eram um pouco mais das 23:30, quase todos os passageiros já tinha se recolhido em suas cabines, o mas estava calmo, sem vento. Quando o vigia Frederick Fleet avistou ao longe um grande iceberg, correu imediatamente pra tocar o sino e telefonar para a ponte de comando informando sobre a grande placa de gelo. O sexto oficial James Moody ordenou imediatamente ao Quartel-mestre Robert Hichens virasse tudo à estibordo. Além dessa manobrar, foram acionadas os mecanismos de segurança do navio, mas, a demora de 30 segundos para acontecer fez a diferença e essa demora foi fatal.

Começava aí o calvário do Titanic. O engenheiro do navio Thomas Andrews, deu no máximo duas horas de “vida” para o navio, que resistiu duas horas e vinte minutos. Logo após o terrível destino do Titanic ser revelado por Andrews, o capitão Edward Smith ordenou que imediatamente abandonassem o navio, mulheres e crianças primeiro. Mas aí estava outro problema, não tinha botes para todos, só para metade do navio. Em uma época que o dinheiro estava acima do bem e do mal, claro que os passageiros da primeira classe tiveram prioridade em entrar nos botes. Os da terceira classe eram trancados para que não chegassem até os botes, pelo manos não até que os da primeira e segunda já estivessem neles. Momentos de terror, que ninguém imaginaria que iria acontecer quando acordaram naquela manhã. Bruce Ismay queria que a viagem do Titanic virasse manchete, e ele conseguiu, já que, 108 anos depois, o Titanic é manchete até hoje.

Agora é hora de compartilhar.
Vamos compartilhar.
Share on facebook
Compartilhe no face
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp